segunda-feira, 9 de março de 2015

O TRONO DE satanás


Ao anjo da igreja em Pérgamo escreva:
   Estas são as palavras daquele que tem a espada afiada de dois gumes. Sei onde você vive, onde está o trono de Satanás. Contudo, você permanece fiel ao meu nome e não renunciou à sua fé em mim, nem mesmo quando Antipas, minha fiel testemunha, foi morto nessa cidade, onde Satanás habita.
Apocalipse 2:12-13








   Antipas de Pérgamo foi discípulo do apóstolo João durante o reinado de Nero. Neste tempo, devido a perseguição aos cristãos, todos aqueles que se opunham a oferecer sacrifícios aos deuses viviam sob ameaça de exílio ou execução.

   Foi preso e quando liberto, devido sua firmeza na fé cristão, começou a professar a palavra e a convencer as pessoas de Pérgamo a pararem de oferecerem sacrifícios, o que provocou a reprovação dos sacerdotes pagãos que exigiram que parasse de pregar sobre Cristo e oferecesse sacrifícios aos deuses ancestrais.  


   Devido sua relutância em atender as exigências, Antipas foi
capturado e levado para o templo de Ártemis onde foi lançado dentro de um ardente touro de bronze vermelho(para ser cosido vivo), onde usualmente ocorriam os sacrifícios(assassinatos). Segundo a tradição o mártir orou a Deus implorando por sua alma e para que ele fortalecesse a alma dos cristãos. A noite, os cristãos levaram seu corpo intocado pelas chamas para a cidade onde foi enterrado.





   Pérgamo foi uma antiga cidade grega que situava-se na Mísia, no noroeste da Anatólia, a mais de 20 km do Mar Egeu numa colina isolada do vale do Rio Caicos (atual Bakırçay). Seu nome antigo era Teutrania. Hoje em dia localiza-se na região norte e oeste da moderna cidade de Bergama, na Turquia.
   Pérgamo existiu desde o século V a.C.
No monte cônico, quase 300 metros acima do vale ao redor da cidade, vários templos foram construídos, entre os quais destaca-se um altar dedicado a Asclépio, deus grego da cura. Pérgamo tornou-se o centro de quatro seitas pagãs durante o século I, competindo com Éfeso.


   Onde também foi construído o Altar de Pérgamo (trono de satanás) que era uma magnífica(artisticamente) estrutura dedicada a Zeus(representação grega de satanás), originalmente construída no século II a.C. na cidade grega de Pérgamo (atual Bergama, na Turquia).

Altar de Pérgamo (trono de satanás)


   A construção, que sofrera muito com o tempo e estava destruída, foi escavada, no final do século XIX, em seu sítio original, e suas partes enviadas para a Alemanha por uma expedição arqueológica liderada por Carl Humann. O altar foi então abrigado no Museu Pergamon em Berlim, onde pode ser visto junto a outras estruturas monumentais como o Portão do Mercado de Mileto e a Porta de Ishtar da Babilônia.

   Zeus (representação grega de satanás), na religião da Grécia Antiga, é o "pai dos deuses e dos homens", que exercia a autoridade sobre os deuses olímpicos como um pai sobre sua família. É o deus dos raios na mitologia grega. Seu equivalente romano é Júpiter(satanás), enquanto seu equivalente etrusco é Tinia(satanás); alguns autores estabeleceram seu equivalente hindu como sendo Indra(satanás).

   Na maior parte, as deidades dos gregos eram retratadas como muito imorais e tendo fraquezas humanas. Brigavam entre si, lutavam entre si, e até mesmo conspiravam umas contra as outras. Diz-se que Zeus, deus supremo dos gregos, destronou seu próprio pai, Cronos. Antes disso, o próprio Cronos depusera e até mesmo castrara seu pai Urano. Tanto Urano como Cronos são retratados como pais cruéis. 

   Urano imediatamente escondia na terra a prole que lhe nascia de sua esposa Géia, nem permitindo que vissem a luz. 


   Cronos, por outro lado, comia vivos os filhos que lhe nasceram de Réia.



 Na verdade todo o panteão das culturas pagãs em todo o mundo são representações de demônios.


   Entre as práticas detestáveis atribuídas a certas deidades estão adultério, fornicação, incesto, estupro, mentira, roubalheira, embriaguez e assassinato, sendo que, coincidentemente, estas fazem parte do caráter de satanás e são contrarias aos mandamentos de DEUS contidos na sua palavra.


   O diabo é homicida. ‘Ele foi um homicida quando começou’, disse Jesus. (João 8:44) Desde o momento em que desviou Adão e Eva de Deus, Satanás se tornou homicida. Causou a morte do primeiro casal humano e de seus descendentes. (Romanos 5:12)
O iníquo’ merece ser chamado de Diabo, pois ele é um caluniador. Calúnia é uma declaração falsa, maldosa e difamatória a respeito de alguém. Deus disse a Adão: “Quanto à árvore do conhecimento do que é bom e do que é mau, não deves comer dela, porque no dia em que dela comeres, positivamente morrerás.” (Gênesis 2:17) Eva sabia dessa proibição, mas o Diabo disse a ela por meio de uma serpente: “Positivamente não morrereis. Porque Deus sabe que, no mesmo dia em que comerdes dele, forçosamente se abrirão os vossos olhos e forçosamente sereis como Deus, sabendo o que é bom e o que é mau.” (Gênesis 3:4, 5)
O ministério do apóstolo Paulo o trouxe em contato com adoradores dos deuses gregos Zeus e Hermes. (At 14:12, 13) Os atenienses expressavam seu temor das deidades por construir muitos templos e altares. (At 17:22-29) A crassa imoralidade sexual, que fazia parte da adoração grega, até mesmo afetou a congregação cristã em Corinto, achando o apóstolo Paulo necessário censurar esta congregação. — 1Co cap. 5.



Não se deixe enganar. Fique forte na rocha, JESUS CRISTO é a rocha verdadeira!





"Desmascarando a Biblia"- Fatos cintíficos e arqueológicos que comporovam a veracidade da Bíblia.

Clique Aqui para Baixar Coletânea de Livros Apócrifos:

Clique Aqui para Baixar Coletânea de Livros Apócrifos:
Existe muita informação, muito que aprender nos livros rotulados de "Apócrifos" pela religião católica romana que foi estabelecida pelo imperador romanano PAGÃO Constantino. Quem tem o Espírito saberá discernir e reter o que é bom. Boa leitura!

Clique Aqui para Ler Entendendo o Dízimo:

Clique Aqui para Ler Entendendo o Dízimo:
Clique Aqui para Ler Entendendo o Dízimo:

KKKKKK...

Desafio bíblico para os defensores da teologia da prosperidade

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *