domingo, 31 de dezembro de 2017

O “inferno” Existe??

  Com toda a certeza, existe sim, mas não da maneira pela qual muitos imaginam.

  Através de uma leitura da Bíblia podemos entender que o inferno realmente existe sim, mas ele é na verdade um lugar onde os condenados permanecem por apenas um período provisório até que chegue o tempo(ao término do Milênio que está descrito em Apocalipse 20) em que será definitivamente lançado no Lago de Fogo(Apocalipse 20:14,15), de fato, no contexto bíblico, o inferno é o mundo dos mortos e não um lugar de castigo eterno. 

  Precisamos entender também que o livro “Bíblia” contém a Palavra de DEUS(que é inerrante e absoluta) porem ela(livro Bíblia e NÃO a Palavra de DEUS) contem erros de tradução em que, com relação ao referido assunto(concernente ao “inferno”) vários tradutores, em várias partes da Bíblia usaram várias palavras diferentes como Hades, Sheol, Abismo, Inferno e Geena que em muitas passagens da Bíblia querem dizer a mesma coisa: mundo dos mortos. 

  Em algumas traduções(mas não em todas), porém já em algumas passagens como em Marcos 9:43, a palavra “inferno” tem o significado de castigo eterno, talvez por erro de tradução ou talvez pelo fato de que ele será lançado no Lago de Fogo(este sim, que é o lugar de castigo eterno) como está descrito em Apocalipse 20:14,15.

  Em algumas traduções(mas não em todas), em Romanos 10:7 é usada a palavra “abismo” no lugar da palavra "inferno" com o sentido de “mundo dos mortos”:
“Quem descerá ao abismo? (isto é, a fazer subir a Cristo dentre os mortos).”

 Em algumas traduções(mas não em todas), em II Pedro 2:4, a palavra “inferno” está descrita como “abismos da escuridão”: 
“Porque se Deus não poupou a anjos quando pecaram, mas lançou-os no inferno, e os entregou aos abismos da escuridão, reservando-os para o juízo(Lago de Fogo);

 Em algumas traduções(mas não em todas), em Lucas 16:23, o tradutor usou a palavra “hades” no lugar de “inferno” com o sentido de mundo dos mortos:
“No Hades, estando em tormentos, levantou os olhos e viu ao longe a Abraão e a Lázaro no seu seio.”

 Em algumas traduções(mas não em todas), a mesma pasagem de Lucas16:23, o tradutor usa a palavra “inferno” também com o sentido de “mundo dos mortos”:
“No inferno, ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe a Abraão, e a Lázaro no seu seio.”

 Em algumas traduções(mas não em todas), como em Gênesis 37:35, Números 16:30, Deuteronômio 32:22, o tradutor usou a palavra “Sheol” no lugar da palavra "inferno" com o sentido de “mundo dos mortos”.

Em algumas traduções(mas não em todas), na passagem de Mateus 23:15 o tradutor usou palavra “Geena” no lugar da palavra "inferno", porem em outras traduções nessa mesma passagem está sendo usada a palavra “inferno”.


  A ideia de inferno que povoa a mente da maioria das pessoas é a de um lugar de sofrimento eterno com chamas de fogo, mas essa ideia é um grande engano pois na verdade o “inferno”(ou mundo dos mortos) é um lugar de permanência transitória, e na verdade, um outro lugar é que de fato tem essas características e está descrito como “Lago de Fogo” em:


Apocalipse 19:20 - “E a besta foi presa, e com ela o falso profeta, que diante dela fizera os sinais, com que enganou os que receberam o sinal da besta, e adoraram a sua imagem. Estes dois foram lançados vivos no lago de fogo que arde com enxofre.”

Apocalipse 20:9,10 - “E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre.”

Apocalipse 20:14,15 - “E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte.”
E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo.

  Veja que nestes versículos o autor descreve que o inferno será lançado no lago de fogo que arde para sempre.

  Uma outra idéia sobre o “inferno” que povoa as mentes de muitas pessoas é a de que satanás é o rei do inferno que se diverte torturando os indivíduos que vão para lá, mas essa idéia é um grande engano, pois a Plavra de DEUS diz que satanás também será atormentado no Lago de Fogo tanto quanto qualquer outro indivíduo condenado ao castigo eterno do Lago de Fogo como está descrito em Apocalipse 20:9,10. Além disso, originalmente DEUS preparou o Lago de Fogo para satanás e seus anjos caídos(Mateus 25:41) e não para o homem, porem com a queda de Adão, todos os que rejeitarem a CRISTO como seu salvador também irão para o castigo eterno no Lago de Fogo.

  Portanto dessa maneira podemos entender que na Bíblia, “Lago de Fogo” e “inferno” são dois lugares que de fato existem e que são distintos entre si, porém o “inferno” é um lugar de permanência transitória e o “lago de fogo” é que é de fato descrito como o lugar definitivo de castigo eterno para os que desobedecem a DEUS.

  Com toda certeza, ao contrário do que algumas religiões ensinam, existe sim um lugar de castigo esterno para satanás e seus seguidores que não quiseram obedecer ao CRIADOR.



***


Não se deixe enganar... 



Fique forte na rocha, 



JESUS CRISTO é a rocha verdadeira!

Anderson RS - fortenarocha@gmail.com

Compartilhar: 

domingo, 24 de dezembro de 2017

VÍDEO: Línguas Estranhas - O FALSO Dom dos Pentecostais?


Línguas Estranhas - O FALSO Dom dos Pentecostais?







***


Não se deixe enganar... 



Fique forte na rocha, 



JESUS CRISTO é a rocha verdadeira!

Anderson RS - fortenarocha@gmail.com

Compartilhar:

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Devemos Ler Somente o Novo Testamento??

   Com certeza toda Palavra de DEUS contida nas escrituras(NÃO apenas na Bíblia mas também em muitos livros que foram maldosamente rotulados pela religião romana pagã católica como “apócrifos”) são dígnos e úteis para crescermos no conhecimento de nosso CRIADOR e de seu filho JESUS CRISTO. E se humildemente em oração pedirmos capacidade para discernirmos as escrituras, nosso CRIADOR, de acordo com sua vontade nos concederá:

1 João 2:27 - “E quanto a vós, a unção que dele recebestes fica em vós, e NÃO TENDES NECESSIDADE DE QUE ALGUÉM VOS ENSINE; mas, como a sua unção VOS ENSINA A RESPEITO DE TODAS AS COISAS, e é verdadeira, e não é mentira, como vos ensinou ela, assim nele permanecei.”

A Antiga Aliança foi dada por DEUS especificamente para o povo hebreu e NÃO para os cristãos que vivem de acordo com Nova Aliança, porém, a Antiga Aliança serve para o cristão crescer no conhecimento da Palavra de DEUS em muitos aspéctos. 

   Na verdade os cristãos NÃO devem procurar praticá-la ao pé da letra, mas sim buscar conhecê-la de forma SADIA para entender que ela aponta para CRISTO e que também serve(através da Lei de Moisés) para mostrar de forma patente para o homem os seus pecados e as  consequências desses pecados. Sim, através da Lei, o homem toma conhecimento de seus pecados.

   A Nova Aliança baseia-se na Graça de DEUS, através do sacrifício de JESUS CRISTO, em que somente através Dele somos salvos, já a Antiga Aliança baseia-se em sacrifícios de animais!

  A Antiga Aliança foi dada por DEUS ao povo hebreu através da LEI DE MOISÉS, que contém 613 ordenanças, ela baseia-se no Tabernáculo, no Sacerdócio Levítico e nos Sacrifícios de Animais para o perdão dos pecados. Porém o seu “cerne”, o seu PILAR PRINCIPAL eram os Sacrifícios de Animais para o perdão dos pecados. E é exatamente neste ponto que podemos começar a entender que o cristão está IMPEDIDO pela Palavra de DEUS de viver de acordo com a Antiga Aliança:

- Primeiro porque o cristão jamais alcançará a salvação eterna se efetivamente procurar sacrificar animais para obter o perdão dos seus pecados, pois dessa forma estará desprezando o sacrifício de JESUS CRISTO, que cumpriu(como nosso substituto) na cruz, TODA a Lei de Moisés.

- Segundo porque é impossível para o homem cumprir toda a Lei de Moisés, e para agravar ainda mais a situação, se você quiser viver de acordo com a Antiga Aliança, não poderá tropeçar em nenhuma de suas 613 ordenanças, porque se você tropeçar em apenas uma, estará assim transgredindo TODA a Lei(Tiago 2:10)!

  Imagine só que loucura seria um cristão tendo que circuncidar seus filhos, tendo que sacrificar animais, tendo que apedrejar prostitutas e adúlteros, TENDO QUE DAR O DÍZIMO, etc... E além disso muitas das 613 ordenanças da Antiga Aliança(como a ordenança do dízimo por exemplo) somente poderiam ser praticadas especificamente em Jerusalém!

  Outra particularidade que encontramos nos contrastes entre a Antiga Aliança e a Nova Aliança é que as promessas de bênçãos materiais proferidas por DEUS encontram-se SOMENTE na Antiga Aliança e eram direcionadas única e exclusivamente ao povo hebreu, já para os cristãos, na Nova Aliança, essas promessas de bênçãos materiais simplesmente NÃO existem. Pode procurar em todo o Novo Testamento, mas NÃO vai encontrar! NÃO existem promessas de bênçãos materiais da parte de DEUS para os cristãos no Novo Testamento.

   De fato, devemos sim procurar ler e entender(com a devida orientação parte de DEUS) não somente o Antigo e Novo Testamentos, mas também muitos dos livros chamados "apócrifos". Pois a unção que recebemos da parte de DEUS permanece em nós e nos capacita a entender todas as coisas(1 João 2:27)!!

  Normalmente leva tempo para se alcançar o discernimento entre os contrastes existentes entre a Antiga Aliança e a Nova Aliança, para tanto, necessita-se de humildade, oração e perseverança nos estudos das Escrituras. Através desse discernimento muitas heresias pregadas nas religiões caem por terra, como por exemplo os falsos ensinamentos sobre o dízimo e a teologia das prosperidade, entre outras.

“Conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertará.”
 


***


Não se deixe enganar... 



Fique forte na rocha, 



JESUS CRISTO é a rocha verdadeira!

Anderson RS - fortenarocha@gmail.com

Compartilhar: 

domingo, 17 de dezembro de 2017

O QUE É “LÍNGUAS ESTRANHAS”

  Um dos assuntos mais incompreendidos entre os cristãos da atualidade, assim pode ser definido o fenômeno das “línguas estranhas”, que também é chamado de “línguas dos anjos”. A culpa de toda essa confusão em torno desse assunto origina-se nos falsos ensinos de falsos mestres, líderes de religiões como(principalmente) as religiões evangélicas pentecostais e de alguns seguimentos “carismáticos” da religião romana pagã católica, entre outras.


  Falsos ensinos dos falsos mestres dessas religiões, afirmam que esse fenômeno evidencia que o fiel(seguidor da religião) foi batizado com o Espírito Santo, e que o mesmo está “cheio” do poder de DEUS.




  Nos dias atuais essa falsa doutrina tem sido usada para atrair multidões de incautos para dentro das religiões, onde as Doutrinas dos Apóstolos são trocadas por doutrinas de demônios, em que através de falsos ensinamentos sobre as línguas estranhas, o dízimo, e o templo-centrismo, estimulam a ganância(financeira) e a soberba(pelo fato de se acharem melhores apenas por pertencerem a uma religião). 

  A motivação desses líderes(pastores e padres) dessas religiões é o amor desenfreado pelo dinheiro, que na tentativa de enriquecerem cada vez mais e mais, se esforçam para arrebanharem o máximo de seguidores que puderem, essa prática é definida como “proselitismo religioso” e está descrita na Bíblia através da palavra NICOLAÍSMO, sendo essa prática detestável aos olhos de DEUS PAI e de seu filho JESUS.

APOCALIPSE 2:6 - “Tens, porém, isto: que odeias as obras dos NICOLAÍTAS, as quais eu também odeio.”

MATEUS 23:15 - “Ai de vós, doutores da Lei e fariseus, hipócritas! Porque viajais por mares e terras para fazer de alguém um prosélito(*prática do “nicolaismo”). No entanto, uma vez convertido, o tornais duas vezes mais filho do inferno do que vós!”

1 TIMÓTEO 6:10 - “Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.”



Rua Azusa
   Mas nem sempre foi assim, as gritarias e a confusão das “línguas estranhas” tiveram um ponto de partida, e as falsas doutrinas a respeito desse assunto foram FABRICADAS muito recentemente em Los Angeles, Califórnia(EUA), por William Joseph Seymour, um “pregador” afro-americano, em 14 de Abril de 1906 em um prédio que havia pertencido a religião Metodista Episcopal Afro-americana, mais precisamente na rua Azusa. Esse movimento entrou para a hintória como o “reavivamento da Rua Azusa” que foi caracterizado principalmente por experiências de falar em “línguas estranhas”, além de muitas gritarias, onde os participantes foram criticados pela mídia secular e teólogos cristãos por considerarem o comportamento escandaloso e pouco ortodoxo, especialmente para a época. 


William Joseph Seymour
   Hoje, esse movimento é considerado pelos historiadores como principal catalisador para a propagação das religiões “pentecostais” no século XX.

  Os falsos mestres incentivam as pessoas a falarem as "línguas estranhas" em forma de gritaria, com a intenção de mostrar que naquela reunião religiosa os "fieis" estão cheios do "poder de DEUS". Mas a Palavra de DEUS nos ensina que NÃO devemos fazer gritarias nas reuniões: 

EFÉSIOS 4:31 - “Toda a amargura, e ira, e cólera, E GRITARIA, e blasfêmia e toda a malícia sejam tiradas dentre vós,(...)”


Na Bíblia, no capítulo 2 de Atos dos Apóstolos, quando houve a decida do Espírito Santo, está descrito o fenômeno das línguas ESTRANGEIRAS, e NÃO de “línguas estranhas ou de anjos”. Esta passagem nos diz que os discípulos de JESUS que haviam recebido o Espírito Santo, passaram então a ouvir e entender os idiomas de pessoas de outras nacionalidades como se fosse seu próprio idioma. Portanto trata-se de idiomas inteligíveis desse mundo que nada tem haver com as hoje tão faladas “línguas estranhas”.

  De fato, toda revelação a respeito das “línguas estranhas” que nos é dada por DEUS, está contida na carta de 1 Coríntios. Nesta carta o Apóstolo Paulo nos explica que:

- quando alguém fala em "linguas", ninguém entende o que está sendo dito(1 Coríntios 14:2);

- entre os dons espirituais dados por DEUS, o de “línguas” está em último lugar no grau de importância(1 Coríntios 12:28);

- o dom de “línguas” é INÚTIL para a edificação dos que se encontram ali congregados(1 Coríntios 14:4-6);

- o Apóstolo Paulo DESACONCELHA a busca do dom de “línguas”(1 Coríntios 14:5 e 19);

- se não houver alguém que possa(da parte DEUS) interpretar a “língua estranha”, a pessoa que a proferiu deverá ficar CALADA na congregação(1 Coríntios 14:27-28). Mas, mesmo que haja um “interprete” como saberemos se realmente a interpretação vem DEUS?? Se a vontade de DEUS está revelada em sua Palavra, por que procurar outras fontes fora da própria Palavra de DEUS contida na Bíblia??

- Com relação a ordem no culto, devemos ignorar tudo que não estiver de acordo com os moldes descritos na carta de 1 Coríntios(1 Coríntios 14:38);

- Tudo que está descrito em 1 Coríntios é mandamento direto e explicito de DEUS(1 Coríntios 14:37).

  Vimos até aqui portanto, que as "línguas estranhas" estão descritas na Palavra Deus, porém de maneira muito diferente da qual é ensinada nas instituições religiosas, e que mesmo que ela seja verdadeiramente da parte de DEUS, o dom de “linguas” é algo tão pequeno, a ponto de o próprio DEUS nos revelar isso na sua Palavra(na carta de 1 Corintios). Então se o próprio DEUS está afirmando isso, por que ir contra sua vontade??

ASSISTA  A ESSE VÍDEO:






  Para fechar esse assunto com chave de ouro, queremos dizer que de tudo que há nesse mundo, o mais importante é:

- Ame a DEUS de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento(Mateus 22:37);
- Ame a teu próximo como a ti mesmo(Mateus 22:39);
  Porque se você não seguir esses dois mandamentos, todo o resto terá sido em vão.

Com relação as “religiões”:
-" A(*ÚNICA) religião pura e imaculada para com Deus e Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo." Tiago 1:27


  Quer um concelho amigo??  


FUJA PARA BEM LONGE desses lugares onde ocorrem esses (falsos) fenômenos de "línguas"!!



***


Não se deixe enganar... 

Fique forte na rocha, 

JESUS CRISTO é a rocha verdadeira!

Anderson RS - fortenarocha@gmail.com

Compartilhar: 

domingo, 26 de novembro de 2017

Natal: UMA FESTA PAGÃ

  O Natal é uma comemoração pagã instituída pela religião católica pois Jesus Cristo historicamente não nasceu em dezembro este fato está mais que comprovado. De fato quem nasceu em 25 de dezembro foi o rei Ninrode. 
  
Este homem chamado Ninrode está descrito na Bíblia no livro de Gênesis como um homem Pagão inimigo de Deus cuja sua morte deu origem a lenda do deus sol Invictus, que foi uma divindade pagã que nada mais é do que uma representação de um demonio, que era amplamente cultuado e adorado pelo Imperador Romano pagão Constantino e por quase toda a Roma.


  JESUS CRISTO não nasceu no dia 25 de dezembro, como muitos pensam, e até o ano 336 d.C. os cristãos NÃO comemoravam o nascimento do SALVADOR.

  Em Lucas 2.8, temos uma pista de quando Jesus nasceu. Nesta passagem, é dito que na noite em que o filho de Deus nasceu, os pastores estavam no campo, em vigília, guardando o rebanho, portanto não era inverno em Israel e não poderia ser em dezembro.

  Ele provavelmente nasceu em outubro, durante a Festa dos Tabernáculos, em 15 de Tishrei (no calendário judaico). Essa é uma das três maiores festas judaicas e simboliza a presença de Deus habitando, “tabernaculando”, no meio do Seu povo (Êxodo 25.8).


Esta data de 25 de dezembro, como sendo o dia do nascimento de Jesus, somente foi introduzida no quarto século, mas precisamente no ano 336 d.C., em Roma, porém, SEM QUALQUER FUNDAMENTO BÍBLICO. 

  O cristianismo foi imposto como religião oficial do império, pelo Imperador Constantino, no século IV. Isso atraiu milhares de pessoas para o cristianismo, pois logo adiante, seria obrigatório aos cidadãos romanos, serem “cristãos”.

  O povo pagão, por medo, vinha para o cristianismo trazendo consigo as tradições da sua antiga religião, sem cortar as suas relações com o paganismo.
Os pagãos celebravam a festa do “deus sol”, no dia 25 de dezembro. Esta festa tinha a finalidade de celebrar o solstício de inverno, ou o renascimento do sol, quando no hemisfério norte do globo terrestre, os dias começam a ficar mais longos.
Logo após a festa do “deus sol”, eles comemoravam as “saturnálias” romanas(festa precursora do carnaval), que era uma festa dedicada a Saturno, deus da agricultura, devido a influência do sol na vida e desenvolvimento das plantas.
  Por ocasião destas festas, os falsos cristãos vindos do paganismo, sem que tivesse havido verdadeira conversão(ao cristianismo), deixavam os trabalhos da igreja, indo comemorar juntamente com os que permaneciam no paganismo, tanto a festa do “deus sol” como também as “saturnálias”.
  Historicamente consta ter sido o Imperador pagão Constantino quem estabeleceu 25 de dezembro, através de leis estatais, como sendo o Dia de Natal. 

  Quando alguém comemora essa data, está de fato, por falta de conhecimento ou mesmo por negligencia, comemorando o aniversário de uma divindade pagã(deus sol) que nada mais é do que a representação de um demonio, uma festa totalmente anti-cristã e que não possui respaldo bíblico.



***


Não se deixe enganar... 

Fique forte na rocha, 

JESUS CRISTO é a rocha verdadeira!

Anderson RS - fortenarocha@gmail.com

Compartilhar: 

O “Politicamente Correto”

A Palavra de DEUS é Luz, e a Luz(inevitavelmente) expõe as trevas, denuncia o que está em oculto, incomoda, porque nos faz ver o que temos sido e o que temos feito. 

  

  O “politicamente correto” corrompe os bons costumes e de fato não combina, não corrobora com a Palavra de DEUS e tão pouco detêm a aprovação do Altíssimo, é uma ideologia podre, que se dissimula por trás de uma mascara de positivismo, que tenta sugerir uma aliança entre o santo e o profano, entre o que é virtuoso e o escandaloso, e nas suas entre-linhas nos ensina a sermos omissos diante do inaceitável e a tolerarmos o que, aos olhos do DEUS VIVO é abominável.

Não se engane a respeito do DEUS VIVO! Ele NÃO é omisso, e irá julgar tudo que é “politicamente correto”.

Mas a Lei de Deus é um dos temas mais presentes nas Escrituras e, possivelmente, um dos mais mal compreendidos pelo Povo em geral.

  A principal finalidade da Lei de DEUS pela qual foi revelada aos homens(primeiramente aos judeus) foi tornar patente aos nossos olhos os nossos pecados, nossa maldade, nossa soberba.

  Ao executar Sua vontade , com toda certeza, DEUS não foi nem um pouco “politicamente correto”, pela Sua vontade, no passado(e até os dias de hoje), reis foram depostos e outros ascenderam ao poder, milhares morreram por sua poderosa mão e outros tantos milhares foram salvos porque se humilharam diante de sua face.

  Da mesma forma seu Filho JESUS CRISTO literalmente chicoteou os que estava fazendo comércio no templo e também bateu de frente com os líderes da religião judaica chamando-os na cara deles de filhos do diabo.

  Se JESUS CRISTO tivesse sido “politicamente correto”, Ele não teria sido crucificado, e hoje estaríamos perdidos eternamente, estariamos separados do DEUS VIVO. 

  Estando nós na condição de servos do Altíssimo, seguimos o exemplo de Seu filho JESUS, e estamos impedidos por sua Palavra de sermos “politicamente corretos” e somos compelidos pelos seu Espírito a proclamar a sua Palavra que é mais cortante do que a espada de dois gumes(Hebreus 4:12), mas que também trás salvação eterna(João 3:16), e já sabemos que seremos perseguidos, ou na melhor das hipóteses seremos ridicularizados ou menosprezados(2 Timóteo 3:12).
  
  O "politicamente correto" não pode silenciar o cristão sincero.

  Sabemos também que sua Palavra é lâmpada para nossos pés(Salmos 119:105) que não se pode ascender uma lâmpada para por em baixo de um móvel, muito pelo contrário, a colocamos em local de destaque para que ilumine a todos os que se encontrem naquele recinto(Lucas 11:33) e dessa maneira proclamamos sua Palavra através de todos os veículos que estão ao nosso alcance.





***


Não se deixe enganar... 

Fique forte na rocha, 

JESUS CRISTO é a rocha verdadeira!

Anderson RS - fortenarocha@gmail.com

Compartilhar: 

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

VÍDEO: MEU DEUS NUNCA ERRA!! Dizemos NÃO a "ideologia de gênero"!!

VÍDEO:

  Digo com toda certeza e sem medo de errar: 
MEU DEUS NUNCA ERRA!! Dizemos NÃO a "ideologia de gênero"!!
















***


Não se deixe enganar... 

Fique forte na rocha, 

JESUS CRISTO é a rocha verdadeira!

Anderson RS - fortenarocha@gmail.com

Compartilhar: 

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Cronologia das Gerações de Noé até Abraão

A partir de Gênesis 11, podemos calcular o tempo após o dilúvio até Abraão usando a genealogia de Sem (filho de Noé):




*Noé tinha 600 anos quando saiu da arca.

*Sem (filho de Noé) tinha 98 anos quando saiu da arca.

*Sem tinha 100 anos quando gerou Arfaxade


*Noé tinha 602 anos

Arfaxade tinha 35 anos quando gerou Salá


Noé tinha 637 anos

Sem tinha 135 anos

Salá tinha 30 anos quando gerou Éber


Noé tinha 667 anos

Sem tinha 165 anos

Arfaxade tinha 65 anos


Éber tinha 34 anos quando gerou Pelegue


Noé tinha 701 anos

Sem tinha 199 anos

Arfaxade tinha 99 anos

Salá tinha 64 anos


Pelegue tinha 30 anos quando gerou Reú


Noé tinha 731 anos

Sem tinha 229 anos

Arfaxade tinha 129 anos

Salá tinha 94 anos

Éber tinha 64 anos


Reú tinha 32 anos quando gerou Serugue


Noé tinha 763 anos

Sem tinha 261 anos

Arfaxade tinha 161 anos

Salá tinha 126 anos

Éber tinha 96 anos

Pelegue tinha 62 anos


Serugue tinha 30 anos quando gerou Naor


Noé tinha 793 anos

Sem tinha 291 anos

Arfaxade tinha 191 anos

Salá tinha 156 anos

Éber tinha 126 anos

Pelegue tinha 92 anos

Reú tinha 62 anos


Naor tinha 29 anos quando gerou Tera


Noé tinha 822 anos

Sem tinha 320 anos

Arfaxade tinha 220 anos

Salá tinha 185 anos

Éber tinha 155 anos

Pelegue tinha 121 anos

Reú tinha 91 anos

Serugue tinha 59 anos


Tera tinha 70 anos quando gerou Abraão


Noé tinha 892 anos

Sem tinha 390 anos

Arfaxade tinha 290 anos

Salá tinha 255 anos

Éber tinha 225 anos

Pelegue tinha 191 anos

Reú tinha 161 anos

Serugue tinha 129 anos

Naor tinha 99 anos


>>Quando Abraão nasceu, tinham se passado 292 anos do diluvio. 



>>Noé Morreu 58 anos depois do nascimento de Abraão com 950 anos.


Sem tinha 448 anos

Arfaxade tinha 348 anos

Salá tinha 313 anos

Éber tinha 283 anos

Pelegue morreu 10 anos antes com 239 anos

Reú tinha 219 anos

Serugue tinha 187 anos

Naor morreu 9 anos antes com 148 anos

Tera tinha 128 anos

Abraão tinha 58 anos


Sem morreu 152 anos depois de Noé


Arfaxade morreu 62 anos antes de seu pai Sem com 438 anos

Salá morreu 32 anos antes de Sem com 433 anos

Éber tinha 435 anos

Pelegue morreu 162 anos antes de Sem

Reú morreu 132 anos antes de Sem

Serugue morreu 109 anos antes de Sem

Naor morreu 161 anos antes de Sem

Tera morreu 75 anos antes de Sem

Abraão morreu 35 anos antes de Sem com 175 anos.

O Ultimo a morrer foi Éber 29 anos depois da morte de Sem com 464 anos.


Calculando as datas:

350 anos de Noé depois que saiu da arca + 152 anos da morte de Sem após a morte de Noé + 29 anos da morte de Éber após a morte de Sem =

350+152+29 = 531 anos

Nota: Os valores acima são os anos da morte de um descendente até a morte do próximo.


>>Quando Abraão nasceu, Noé ainda estava vivo com “apenas” 892 anos.

>>A Bíblia conta que Abraão teve Isaque com 100 anos, e quando isso aconteceu, Sem, filho de Noé, sobrevivente do mundo antes do diluvio ainda estava vivo, com 490 anos.


>>Quando Sem finalmente morreu com 600 anos, Abraão já tinha morrido há 35 anos e Isaque seu filho tinha 110 anos.




***


Não se deixe enganar... 

Fique forte na rocha, 

JESUS CRISTO é a rocha verdadeira!

Anderson RS - fortenarocha@gmail.com

Compartilhar: 

"Desmascarando a Biblia"- Fatos cintíficos e arqueológicos que comporovam a veracidade da Bíblia.

Clique Aqui para Baixar Coletânea de Livros Apócrifos:

Clique Aqui para Baixar Coletânea de Livros Apócrifos:
Existe muita informação, muito que aprender nos livros rotulados de "Apócrifos" pela religião católica romana que foi estabelecida pelo imperador romanano PAGÃO Constantino. Quem tem o Espírito saberá discernir e reter o que é bom. Boa leitura!

Clique Aqui para Ler Entendendo o Dízimo:

Clique Aqui para Ler Entendendo o Dízimo:
Clique Aqui para Ler Entendendo o Dízimo:

FORBES LISTA OS PASTORES MAIS RICOS DO BRASIL

KKKKKK...

Desafio bíblico para os defensores da teologia da prosperidade

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

ARQUIVO DE TODAS POSTAGENS: