segunda-feira, 17 de julho de 2017

Os Dízimos e ofertas da “Igreja Universal”

  Na facção religiosa denominada “Universal”, pratica-se o ensinamento anti-bíblico de que os dízimos e ofertas são considerados sagrados tanto quanto a própria Palavra de Deus.

 Isso mesmo! Basta procurar no site da referida facção religiosa para comprovar, e de acordo com a mentalidade de sua liderança os dízimos e as ofertas representam a fidelidade e o amor do servo para com o seu Senhor, e não param por aí, eles seguem afirmando que todos os que servem a Deus tem o direito a uma vida(material) abundante, e que o Senhor Jesus afirma no livro de João: “Eu vim para que tenham vida e tenham em abundância”.

  Então, de acordo com essa liderança , as bênçãos de Deus de prosperidade(material), de saúde, de emprego, espirituais, de libertação e de cura são derramadas ao fiel de acordo com o tamanho da oferta e do dízimo que são entregues nas mãos desses homens.


  O que se ensina de maneira muito evidente nesta facção religiosa denominada “Universal” é o conceito de troca, quanto mais dinheiro alguém entregar nas mãos dos líderes desta religião maior será a bênção recebida da parte de Deus e de acordo com o tamanho de sua fé a pessoa faz proporcionalmente a sua oferta, ou seja, quanto maior a quantia que se entrega na religião maior é a fé da pessoa e maiores serão as bênçãos recebidas, digo novamente que esse ensinamento É antibíblico.

  De acordo com eles, a prosperidade financeira é um sinal evidente das bênçãos de Deus sobre a vida de alguém, e para que alguém alcance da parte de Deus as riquezas(materiais) é preciso manifestar uma "fé monetária".

  A prova disso está na declaração do líder máximo desta religião feita em 1995 em entrevista à revista Veja comentando o crescimento da “Universal”, citando fora de contexto a passagem de 2 Coríntios 9:6, veja:
 
REVISTA VEJA - Quanto mais dinheiro se pagar na oferta, maior será a bênção a ser recebida de Deus?
MACEDO - “Segundo os 2 Coríntios 9:6, o apóstolo Paulo diz: "O que semeia pouco, pouco também ceifará. E o que semeia com fartura, com fartura ceifará". Eu ensino isso às pessoas. DE ACORDO COM O TAMANHO DA FÉ, A PESSOA FAZ A OFERTA. Para que alguém alcance as riquezas de Deus, é preciso manifestar uma fé. A fé no Deus vivo é o melhor investimento que uma pessoa pode fazer na vida.”
REVISTA VEJA - E se depois de tantas ofertas a promessa não se cumprir?
MACEDO - “Por que a Universal cresce? Porque está trazendo benefícios para as pessoas. Caso contrário, a igreja desapareceria. As pessoas estão recebendo. ESTÁ HAVENDO UMA TROCA COM O CRIADOR.”  


(Clique AQUI para ver a entrevista na íntegra no arquivo do site da revista VEJA.)


  Só que Macedo omite o versículo nove do mesmo texto(2 Coríntios 9) que ele citou: “Como está escrito: "Distribuiu, deu os seus bens aos necessitados; a sua justiça dura para sempre".
Ou seja, mesmo que Macedo tivesse a permissão de DEUS para recolher dízimos e ofertas dos cristãos, ele NÃO poderia: primeiro porque o texto que ele citou NÃO se refere a dízimos e sim a ofertas e segundo porque na continuação do texto, no verso nove DEUS diz que essas ofertas deveriam ser distribuídas ESPECIFICAMENTE entre o necessitados, coisa que ele e sua instituição religiosa não fazem.

  É assim que Edir Macedo passa este ensino antibíblico baseado no conceito de fazer trocas com DEUS.

  Macedo é taxativo ao dizer que as ofertas e dízimos são a chave que abre os tesouros da graça e do poder DEUS e continua dizendo:

“Quando nós pagamos o dízimo à Deus ele fica na obrigação de cumprir a sua palavra repreender os espíritos devoradores que desgraçam a vida do ser humano atuando nas doenças acidentes vícios degradação social em todos os setores da atividade humana os quais fazem o homem sofrer. Quando somos fiéis nos dízimos além de ficarmos livres desse sofrimento, passamos a gozar de toda a plenitude da vida neste mundo tendo Deus ao nosso lado nos abençoando em todas as coisas.”

 Fica claro aqui que todos os ensinamentos da “Universal” giram em torno da chamada Teologia da prosperidade que transmite esse conceito ANTIBÍBLICO de entregar dízimos e ofertas na instituição religiosa com o intuito de fazer trocas com Deus.


  Torna-se também necessário dizer que o Novo Testamento NÃO começa no capítulo um de Mateus, mas sim logo após a morte de JESUS CRISTO e que no Novo Testamento NÃO EXISTEM promessas de bênçãos materiais para os cristãos(pode procurar mas não vai encontrar), essas promessas de bênçãos materiais que essa facção religiosa denominada "Universal" ensina erradamente, existem SOMENTE no Velho Testamento e foram direcionadas SOMENTE ao povo judeu que vivia de acordo com a Velha Aliança. Pesquise e verá.

Não se deixe enganar... Fique forte na rocha, JESUS CRISTO é a rocha verdadeira!


Anderson R.S.( fortenarocha@gmail.com ) 


Compartilhar: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Desmascarando a Biblia"- Fatos cintíficos e arqueológicos que comporovam a veracidade da Bíblia.

Clique Aqui para Baixar Coletânea de Livros Apócrifos:

Clique Aqui para Baixar Coletânea de Livros Apócrifos:
Existe muita informação, muito que aprender nos livros rotulados de "Apócrifos" pela religião católica romana que foi estabelecida pelo imperador romanano PAGÃO Constantino. Quem tem o Espírito saberá discernir e reter o que é bom. Boa leitura!

Clique Aqui para Ler Entendendo o Dízimo:

Clique Aqui para Ler Entendendo o Dízimo:
Clique Aqui para Ler Entendendo o Dízimo:

KKKKKK...

Desafio bíblico para os defensores da teologia da prosperidade

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *